O que é a artrose do ombro?

A cartilagem é um tecido presente nas extremidades dos ossos e é o responsável pela deslizamento dessas superfícies ósseas numa articulação. A artrose é a degeneração da cartilagem. Nas fases iniciais da artrose, a cartilagem vai-se degradando e com isso aumentando o atrito durante o movimento da articulação. A artrose grave surge quando a cartilagem é completamente destruída, fazendo com que o atrito entre os dois ossos cause desgaste dos mesmos. Este atrito nas articulações provoca uma inflamação da mesma, gerando dor e limitação dos movimentos do ombro.

Corresponde assim a um desgaste da articulação do ombro, com perda progressiva da cartilagem e deformidade óssea, com aparecimento de osteófitos (“bicos de papagaio”) ou subida da cabeça do úmero da sua posição na articulação.

Sintomas

A quantidade de perda de cartilagem varia de pessoa para pessoa, bem como os sintomas da artrose do ombro:

Dor na articulação do ombro é o principal sinal de artrose. Pode estar presente na frente, no lado ou na parte de trás do ombro. Algumas pessoas sentem dor mesmo quando não estão usando o braço, e algumas sentem dor apenas quando o usam. A dor da artrose pode ocorrer a qualquer hora do dia e pode estar presente com ou sem rigidez do ombro. Muitas vezes a dor é pior com o levantamento, carregando objetos pesados ​​ou após o exercício. A dor pode irradiar para o braço ou, se for grave, irradiar-se para o cotovelo e o pulso.

Rigidez da articulação é outro sinal da progressão da artrose do ombro. O doente pode sentir rigidez como perda de amplitude de movimento no ombro. À medida que o movimento diminui, pode descobrir que já faz menos coisas com o braço e essas atividades podem ser ainda mais limitadas pela dor.

Ranger, estalar ou crepitar pode ser sentido, uma vez que a superfície da cartilagem é irregular na artrose. Pode ou não ser doloroso. Às vezes, o ombro pode “travar”. Ocasionalmente, como as superfícies não são mais lisas, o doente pode sentir o ombro deslizar em determinadas posições.

Causas e tipos de artrose no ombro

Existem várias formas de artrose do ombro. Cada um pode ter origens diferentes e algumas causas da artrose do ombro ainda são desconhecidas.

Osteoartrose Primária do Ombro

A osteoartrose é também conhecida como doença articular degenerativa. É frequentemente associada ao desgaste articular relacionado com o envelhecimento. Também pode afetar outras articulações para além do ombro e é a forma mais comum de artrose.

Artrite Reumatóide do Ombro

A artrite reumatóide é um distúrbio autoimune, o que significa que seu corpo ataca as suas próprias células saudáveis, que podem incluir o revestimento da articulação. Esta artrite inflamatória pode estar presente em ambos os ombros ao mesmo tempo.

Artrose pós-traumática do ombro

A cartilagem pode ficar irreversivelmente danificada após uma fractura, um traumatismo ou luxação da articulação do ombro. Podendo  terminar num processo de artrose.

Artropatia por Rotura da Coifa dos Rotadores

A Artropatia por Rotura da Coifa dos Rotadores é um tipo de artrose do ombro que pode desenvolver-se após uma rotura maciça e crónica da coifa dos rotadores. Os quatro tendões da coifa dos rotadores envolvem a cabeça umeral e promovem a normal mobilidade da articulação do ombro. Com a falência destes tendões o desgaste da cartilagem será irreversível e originará um quadro de artrose.

Artrose no ombro devido a Necrose Avascular da Cabeça do Úmero

A necrose avascular refere-se à interrupção do suprimento sanguíneo a uma área do osso, que resulta na morte da área (necrose). No ombro, a cabeça do úmero (a bola da articulação do ombro) pode perder o suprimento de sangue devido a doenças, lesões traumáticas e outras causas. Sem suprimento de sangue, o osso irá colapsar lentamente, tornando-se irregular e causando artrose.

Diagnóstico

O diagnóstico inicial é realizado através de RX, devendo ser complementado pela TAC ou Ressonância Magnética.

Tratamento

Numa fase inicial podem ser prescritos analgésicos e anti-inflamatórios que em conjunto com um plano adequado de fisioterapia permitem o alívio da dor e melhoria da função articular, apesar de não curarem a artrose.

Nos casos de falência do tratamento conservador é indicada a substituição da articulação do ombro (prótese do ombro).